22 a 24
OUTUBRO
2024

PAV. VERMELHO
EXPO CENTER NORTE
SÃO PAULO-SP

A Montagem Industrial no Século 21!

Tudo o que você precisa saber sobre a nova indústria inteligente

As chamadas fábricas inteligentes, são aquelas que combinam a integração de diferentes tecnologias como inteligência artificial, robótica, internet das coisas e computação em nuvem.

As chamadas fábricas inteligentes, são aquelas que combinam a integração de diferentes tecnologias como inteligência artificial, robótica, internet das coisas e computação em nuvem.

Esses termos que há alguns anos não eram nada conhecidos e que hoje fazem parte da realidade industrial, estão aumentando a eficiência do uso de recursos, possibilitando um potencial de produtividade nunca antes visto na história.

Muitos ainda acreditam que falar de uma indústria inteligente, é falar de ferramentas complexas, extremamente caras, e que somente grandes empresas com atuação internacional têm acesso ao novo modo de produção.

Mas isso não é verdade. Essa nova revolução industrial atingirá a todos os tipos de empresas, de todos os tamanhos e de todos os setores produtivos.

Por exemplo, o uso das tecnologias digitais na indústria permitiram aumentar em 22%, em média, a capacidade produtiva de micros, pequenas e médias empresas de segmentos variados como o de alimentos e bebidas, metal mecânica, moveleiro, vestuário e calçados.

Para entendermos melhor um pouco desta nova indústria inteligente listamos as principais tecnologias que fazem parte desta revolução.

1. Inteligência artificial: aplicação de análise avançada e técnicas baseadas em lógica, incluindo aprendizado de máquina, para interpretar eventos, analisar tendências e comportamentos de sistemas, apoiar e automatizar decisões e realizar ações.

2. Computação em nuvem: é a distribuição de serviços de computação – servidores, armazenamento, bancos de dados, redes, software, análises, inteligência – pela Internet, com utilização de memória, capacidade de armazenamento e cálculo de computadores e servidores hospedados em Datacenter, proporcionando recursos flexíveis e economia na escala. A computação em nuvem permite às empresas acessar recursos computacionais abundantes como um serviço e a partir de distintos dispositivos remotos. Desta forma evitam-se investimentos altos em equipamentos e equipe de suporte, permitindo a empresas focarem seus investimentos nas suas atividades principais.

3. Big data: é uma abordagem para atuar em dados com maior variedade e complexidade, que chegam em volumes crescentes e com velocidade cada vez maior, usados para resolver problemas de negócios. Esses conjuntos de dados são tão volumosos que o software tradicional de processamento de dados não consegue gerenciá-los. São utilizadas técnicas estatísticas e de aprendizagem de máquina para extrair informações relevantes aos negócios, inferências e tendências não possíveis de se obter com uma análise humana.

4. Cyber segurança: é um conjunto Infraestruturas de hardware e software voltado para a proteção dos ativos de informação, por meio do tratamento de ameaças que põem em risco a informação que é processada, armazenada e transportada pelos sistemas de informação que estão interligados.

5. Internet das coisas: interconexão entre objetos por meio de infraestrutura habilitadora (eletrônica, software, sensores e/ou atuadores), com capacidade de computação distribuída e organizados em redes, que passam a se comunicar e interagir, podendo ser remotamente monitorados e/ou controlados, resultando em ganhos de eficiência.

6. Robótica avançada: dispositivos que agem em grande parte, ou parcialmente, de forma autônoma, que interagem fisicamente com as pessoas ou seu ambiente e que são capazes de modificar seu comportamento com base em dados de sensores.

7. Manufatura digital: é o uso de um sistema integrado, baseado em computador, que consiste em simulação, visualização 3D, análises e ferramentas de colaboração para criar definições de processos de manufatura e produto simultaneamente.

8. Manufatura aditiva: consiste na fabricação de peças a partir de um desenho digital (feito com um software de modelagem tridimensional), sobrepondo finas camadas de material, uma a uma, por meio de uma Impressora 3D. Podem ser utilizados materiais como plástico, metal, ligas metálicas, cerâmica e areia, entre outros.

9. Integração de sistemas: união de diferentes sistemas de computação e aplicações de software física ou funcionalmente, para atuar como um todo coordenado, possibilita a troca de informações entre os diferentes sistemas. Permite a empresas um olhar abrangente sobre o seu negócio. As informações em tempo real sobre o processo produtivo influenciam a tomada de decisões gerenciais mais rapidamente bem como decisões estratégicas sobre o negócio da empresa conseguem ser mais facilmente implantadas na planta de produção. Somente a instalação de pacotes ERP não se enquadram, mas a sua integração a sistemas de controle da produção industrial sim.

10. Sistemas de simulação: utilização de computadores e conjunto de técnicas para gerar modelos digitais que descrevem ou exibem a interação complexa entre várias variáveis dentro de um sistema, imitando processos do mundo real.

11. Digitalização: consiste no uso de tecnologias digitais para transformar processos de produção, de desenvolvimento de produtos e/ou modelos de negócios, visando a otimização e eficiência nos processos. A transformação digital abrange: projeto e implementação de plano de digitalização, sensoriamento, aquisição e tratamento de dados.

Esse momento representa um marco na história da manufatura no mundo.

O cenário industrial está repleto de oportunidades!

Não fique de fora. Faça parte da revolução que está modelando o futuro da indústria e construindo um mundo mais justo e sustentável.

Faça parte da MIExpo!

Participe desse grande movimento na indústria

São Paulo receberá uma verdadeira vitrine de tecnologias disponíveis nos mercados nacional e internacional.

Outras notícias:

1
Sumig apresenta novas soluções para soldagem robotizada
Sumig apresenta novas soluções para soldagem robotizada
2
Lançamentos da White Martins focam na maior produtividade da indústria
Lançamentos da White Martins focam na maior produtividade da indústria
3
Grupo Alltech apresenta tecnologias de digitalização, IoT e robotização para o setor industrial
Grupo Alltech apresenta tecnologias de digitalização, IoT e robotização para o setor industrial
4
Grupo LIEBHERR mostra máquina shaper e simulador com visão 3D em feira na capital paulista
Grupo LIEBHERR mostra máquina shaper e simulador com visão 3D em feira na capital paulista
5
Maior fabricante de laser no mundo projeta maior atuação no Brasil
Maior fabricante de laser no mundo projeta maior atuação no Brasil
6
Minipa apresenta seus robôs colaborativos para o mercado industrial
Minipa apresenta seus robôs colaborativos para o mercado industrial